01 de novembro de 2018: o Letras ultrapassa 1.000.000 de acessos!

Resultado de imagem para um milhao de acessos

O Letras agradece a todos os seus leitores e colaboradores, que, compreendendo o propósito do trabalho aqui desenvolvido, nos ajudaram a alcançar essa significativa e histórica marca, mostrando que todos nós podemos! 


Nosso muito obrigado!

O Letras na Letras



            Na última sexta-feira, dia 26 de outubro, às 19 horas, aconteceu na Unifatea – Centro Universitário Teresa D’Ávila, em Lorena-SP, o “1º Encontro com a Literatura Atual”, e o Letras foi um dos ilustres convidados.
         A convite da Profª Me. Neide Aparecida Arruda de Oliveira, Coordenadora do curso de Letras, o professor Marcelo Ferreira de Menezes, idealizador do Letras & e-Artes, proferiu uma palestra em que apresentou aos alunos do curso de Letras e aos presentes todo o conteúdo do referido site.

Os alunos do curso de Letras Lesley Clemente e João Gabriel Cunha

         Dois alunos do curso de Letras, Lesley Clemente e João Gabriel Cunha, abriram a noite com uma breve encenação de cunho regionalista, contextualizando, de forma leve e bem-humorada, dois aspectos venais universalmente debatidos pela literatura: a tragédia (pontuada na fala de uma das personagens, a Baronesa, pela referência que esta faz à finitude da vida) e a comédia (aludida pela outra personagem, o filho de um feitor, retratado no estereótipo de um caipira cheio de tiradas picarescas).

Da esquerda para a direita: Robson Hasmann, Prof. Dr. João Francisco Junqueira,
Profª Me. Leonor Aparecida Gayean, Guto Domingues e Prof. Marcelo Menezes

         Dando início ao Encontro, o Prof. Dr. João Francisco P. N. Junqueira acentuou a importância de eventos como este, o primeiro dessa natureza na instituição. Em seguida, a Profª Me. Leonor Aparecida Silva Vargas Gayean apresentou os palestrantes, fazendo a mediação das respectivas falas.

Prof. Marcelo Menezes
          O professor Marcelo Menezes, o primeiro palestrante da noite, enfatizando a importância de se trabalhar com a literatura no ensino e aprendizagem de Língua Portuguesa, pontuou as ações pedagógicas e culturais realizadas pelo Letras ao longo desses sete anos de existência, todas aqui registradas e acessíveis ao leitor. 


Prof. Marcelo Menezes

         Das produções modelares dos alunos especialistas, reunidas na coluna A palavra é toda sua, às postagens didático-pedagógicas voltadas à produção de redação escolar, passando pelas entrevistas e artigos de personalidades dos campos científico, acadêmico e artístico, bem como pelas palestras promovidas pelo Letras até o seu destaque na mídia impressa e televisiva regional, o público pôde “navegar” pelo Letras através das palavras envolventes e espirituosas do professor Marcelo Menezes.


Plateia presente ao evento

       Em seguida a sua fala, o escritor e violonista Guto Domingues relatou sua experiência como escritor de ficção, ressaltando a influência da música em suas obras. Finalizando a sessão de palestras, o professor e escritor Robson Hasmann problematizou os chamados romances regionais da literatura brasileira, com especial ênfase na literatura valeparaibana, referência para a sua produção literária.


Apresentação de encerramento do Coral de Libras

        Esse agradável e enriquecedor bate-papo contou ainda com uma bela apresentação do Coral de Libras com as músicas “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, e “Aquarela”, de Toquinho, encerrando o encontro.
       Espaços para o debate dos aspectos que envolvam a produção literária em sua dimensão crítica bem como quanto aos desafios que abarcam sua gênese são raros hoje em dia, e, por isso mesmo, a iniciativa da Profª Me. Neide Aparecida Arruda de Oliveira e do Prof. Dr. João Francisco P. N. Junqueira é digna de ser laureada.
       Sem dúvida, tanto mais iniciativas com esse caráter se tornam uma necessidade para o enriquecimento cultural e a formação de novos e esclarecidos leitores, quanto mais tem se multiplicado no Brasil e no mundo a oferta de livros, volumosamente oferecidos ao consumo das massas pelo mercado editorial, como bem confirmam as inúmeras feiras literárias surgidas nos últimos anos e a diversificação dos canais de compra desses produtos. Talvez nunca tenhamos testemunhado tantas edições serem vendidas todos os dias como temos visto ultimamente; no entanto, conforme bem observado por Guto Domingues na noite em questão, ainda é necessário equiparar a quantidade do material quiçá lido à qualidade dessas mesmas leituras. E um dos caminhos para essa meta seguramente é a promoção de encontros como o ocorrido na Unifatea.

Da esquerda para a direita: Prof. Dr. João Francisco Junqueira, Robson Hasmann,
Guto Domingues, Profª Drª Daniella Menezes, Prof. Marcelo Menezes,
Profª Me. Leonor Aparecida Gayean e Profª Me. Neide Aparecida de Oliveira

Letras & e-Artes: porque trocar uma letra é tudo de bom.